Capital Fashion Week: Quase Tudo!

27 03 2010

Um dos momentos que eu mais gosto no OutraCostura é postar coleções de estilistas brasileiros de uma nova geração que está se firmando por aqui, pouco a pouco, e por isso que dedici postar quase todos os desfiles que aconteceram em Brasília.

Em uma edição pocket, o CFW Inverno 2010 já me surpreendeu, pois senti que a cena brasiliense está se organizando cada vez mais e o investimento que o CFW veio dando aos novos estilistas começa a dar seus resultados. A vontade de criar uma geração de novos talentos não é só iniciativa deste evento,  já que uma instituição de ensino local, o IESB, apresenta coleções de alunos recém-formados em todo o calendário do distrito federal, e isso inclui as duas edições do CFW e o evento do ParkShopping.

O resultado de tanto incentivo é que em cerca de dois anos a cidade já começou a construir um conjunto de estilistas conhecidos na cidade, e que também começam a ultrapassar a pequena área do DF. Nomes como Sandra Lima e Sann Marcuccy comercializam suas peças no projeto Fernanda Yamamoto Convida, na loja da estilista na Vila Madalena (SP), e a mais nova notícia é que Akihito Hira, pra mim um dos mais interessantes estilistas dessa geração, fará parte do próximo Rio Moda Hype, que acontece dia 05 de junho no Cais do Porto (RJ).

O que é interessante nessa geração é que a maioria das marcas busca uma moda autoral, mas sem exageros ou idéias mirabolantes, os trabalhos também têm um foco comercial, o que melhora as chances dessas marcas de ampliarem seus negócios. Bom, com tanta positividade sobre o evento, só resta vocês verem as fotos e concordarem ou não comigo…

Sandra Lima Questionando nossas identidades, o trabalho de Sandra Lima consiste na construção orgânica e detalhada de coletes, e é o considerado o mais conceitual do evento.

Romildo Nascimento Inspirado na rigidez dos esportes, e ciente dos desejos da temporada, o estilista criou uma coleção dark-rocker misturada a elementos esportivos, como recortes e cadarços.

Eliel Salustianno A coleção Mulheres de Cristal, toda em tons de azul escuros e preto, foi bastante coesa, com formas femininas e tecidos com brilho à uma atitude mais atual, com zíperes. Tecidos aveludados e formas femininas como tubinhos e balonês tinham uma pegada

Akihito Hira Um dos selecionados no próximo Prêmio Rio Moda Hype, Akitiho Hira terá uma incrível coleção para representar bem Brasília (se essa for a coleção que ele levará). Nas comemorações dos 50 anos da capital, o estilista olhou para os construtores da cidade e trouxe uma coleção super bem amarrada, com peças versáteis e “reais” para o homem contemporâneo de Brasília e de qualquer lugar do mundo.

Camila Prado Ela é a única estilista a desfilar no CFW desde o primeiro evento. Nessa edição, Camila anunciou que lançara em breve outra marca, a LAMF, juntos com outros amigos. Talvez essa já tivesse sido a hora de lançar o projeto, pra animar a coleção inspirada no cotidiano da cidade.

Sann Marcuccy O estilista parece ser um dos queridinhos da cena brasiliense. Com uma coleção extensa ele mescla diversas referências, e traz a sustentabilidade no uso de refugos têxteis e tecidos com falha de impressão. A coleção tem boas peças, mas peca na edição, que perde um pouco o rumo no transcorrer do desfile.

Bom, esses foram os principais desfiles do CFW. Falando agora dos novos criadores que desfilaram apoiados pelo IESB, dos 3 selecionados posto aqui duas coleções, que olharam pra temas interessantes, e deixaram um pouco da funcionalidade arquitetônica que muitos estilistas propõem.

Ivan Hugo Considero essa a segunda melhor coleção de todo o evento, depois do Akihito Hira. O estilista Ivan Hugo pensou nos questionamentos que envolvem o apocalipse, pensando em seres pós-apocalipticos que ressurgem de nossos ancestrais. O mundo egípcio (sem o estereótipo comum) se mistura com trajes antigos e pinturas corporais em tons flúor. Já viu que a coisa é cheia de referências, mas a idéia teve uma representação bem interessante.

Èrika Duarte Misturando a Hitória da Feiura de Humberto Eco com a estética da obra de Tim Burton, a estilista Èrika Duarte mostrou que nem só de coisas belas se faz uma moda que desperta desejo.

Fotos: Cristiano Sérgio/Fotoforum

Mais fotos no flickr do evento.

Anúncios

Ações

Information

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: